Concurso TJRJ: como se organizar apesar da suspensão

7 minutos para ler

O concurso para o TJRJ é um dos mais concorridos no estado do Rio de Janeiro, com concurseiros de todo o país viajando para o estado para a realização das provas. Isso porque é um certame que, normalmente, abre com um bom número de vagas e conta com cargos tanto para o nível médio quanto para o superior.

Suspenso desde o início de abril, devido à pandemia do coronavírus, há previsão de retorno para o certame no segundo semestre de 2020 e, portanto, podemos esperar boas notícias nos próximos meses, de acordo com o andamento da situação da covid-19 no país.

Então não desanime e mantenha os estudos para o concurso TJRJ! Tanto para você quanto para aqueles que perderam o prazo e esperam a reabertura das inscrições, vou mostrar algumas dicas de como se organizar nesse pós-edital. Boa leitura!

Quais as vantagens do concurso para o TJRJ?

Por que o concurso TJRJ é um dos mais visados atualmente? Vou mostrar alguns detalhes do certame para que possa entender as razões para isso.

  • a banca será CEBRASPE/CESPE, porém, não será a prova tradicional da banca (com questões de certo e errado) e, sim, de múltipla escolha;
  • os cargos disponíveis atendem tanto o nível médio (técnico de atividade judiciária) quanto o nível superior (analista judiciário);
  • como as provas serão em horários diferentes, a pessoa poderá inscrever-se para os dois cargos, com a vantagem que vários conteúdos são semelhantes, ou seja, você poderá estudar tranquilamente para os dois concursos ao mesmo tempo;
  • o concurso contará com a etapa de prova objetiva para todos os cargos, prova discursiva para quem realizar o certame para Analista Judiciário (realizada no mesmo dia da prova objetiva) e avaliação de títulos para o último cargo;
  • os salários são bem vantajosos. O nível técnico pode ter remuneração máxima de R$ 5.556,06 e analista poderá alcançar o valor de R$ 9.972,05 (Execução de Mandados).

Como se preparar no pós-edital?

Muitos concurseiros que estão começando a entrar nesse mundo agora podem estar interessados nas vantagens deste concurso e não sabem como proceder para preparar-se nesse momento pós-edital. Se esse é o seu caso, sem problemas! Vou mostrar algumas dicas imprescindíveis para poder preparar-se da melhor forma para a prova. Assim, você estará pronto quando o concurso for retomado.

Foque em um bom planejamento

O planejamento é a alma do concurseiro. Sem isso, é muito difícil que os resultados sejam positivos, já que você não terá uma ideia do ponto em que está atualmente e onde quer chegar.

Quanto mais objetivo for o seu planejamento, melhor você dominará as variáveis presentes nesse contexto. Por exemplo, são níveis diferentes de criação de esboço de roteiro de estudos:

  • estudar 6 horas por dia;
  • estudar 6 horas por dia, definindo as disciplinas que serão vistas a cada dia da semana;
  • definir o horário diário de estudos, as disciplinas por semana e ter um cronograma de revisões programadas para manutenção do conteúdo estudado dias atrás, por exemplo.

Com isso, é possível ter um maior controle se você está, de fato, cumprindo todos os pontos do edital. Por isso, é importante avaliar como é possível compor a sua grade, definir dias de revisão de conteúdo, prazos para exercícios, entre outros pontos, tornando sua rotina de estudos mais eficiente.

Defina prioridades nos seus estudos

Dedicar o mesmo tempo e empenho para todas as matérias pode ser um verdadeiro tiro no pé para quem está estudando para concurso público. Isso porque nem todas as disciplinas são cobradas da mesma forma pelas bancas, bem como alguns temas podem gerar mais dúvida para você. Desta forma, é importante ser estratégico e levar em consideração alguns pontos, tais como:

  • as matérias que você tem maior dificuldade merecem mais tempo de estudos e revisão;
  • as matérias mais densas, ou seja, aquelas que, por sua natureza, demandam mais tempo de compreensão, precisam de mais tempo de estudos;
  • os pontos que são mais cobrados pela banca devem ganhar prioridade, já que há uma chance maior de estarem presentes em sua prova.

Mantenha a disciplina

Uma grande dificuldade nestes tempos de quarentena é conseguir garantir a disciplina necessária para os estudos. Isso porque todos estão ansiosos e incertos sobre quando ocorrerão as provas.

Porém, mantenha o foco! A disciplina é fundamental para aproveitar esse tempo extra e continuar seus estudos. Entenda que essa é uma grande oportunidade para que você possa aprimorar seus conhecimentos e estar mais preparado no momento de realização do exame.

Resolva questões de provas anteriores

Um ponto importante para os concurseiros é entender que cada banca tem um padrão de prova, ou seja, a forma como a CEBRASPE/CESPE cobra os conteúdos é diferente da CESGRANRIO e FGV, por exemplo.

Por isso, estudar por provas anteriores da banca pode ser uma ótima alternativa para você se acostumar com esse padrão e não ser pego de surpresa durante a prova. Por exemplo, a CEBRASPE/CESPE tem tradição em cobrar mais interpretação de texto e pontuação do que colocação pronominal, por exemplo. Sendo assim, você pode direcionar seus esforços para os temas que têm maior incidência de questões.

Invista em simulados

Os simulados também cumprem um papel fundamental para prepará-lo para a prova, trazendo questões que são semelhantes às cobradas pela CEBRASPE/CESPE e que ainda não foram cobradas — ou seja, há uma chance que questões similares apareçam em seu exame.

Nosso time prepara todo o material necessário para que você possa se dedicar a essas questões e testar se há algum ponto que mereça atenção em suas revisões de conteúdo.

Como fica a situação para quem não se inscreveu?

Para aqueles que perderam o prazo de inscrição (encerrado no dia 29/04) e para aqueles que ficaram sabendo sobre o concurso agora, temos uma boa notícia: haverá, sim, o retorno das inscrições, informação confirmada pelo próprio presidente do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

Em entrevista para a Folha Dirigida, o desembargador Cláudio de Mello Tavares confirmou que os prazos voltarão a correr para aqueles que não conseguiram realizar o pagamento da taxa de inscrição, devido ao isolamento gerado pela pandemia do coronavírus.

A perspectiva de retomada do concurso é para o segundo semestre de 2020. Portanto, fique atento às notícias e aproveite o momento quando os prazos retornarem.

Além de tudo que falamos, é fundamental aproveitar esse momento para ter as melhores informações com especialistas na área de tribunais. No Super Professores, uma das nossas parceiras e grande conhecedora do setor é a Claudete Pessôa.

Com mais de 20 anos de experiência em preparatórios para concursos, ela ocupa o cargo de Oficial de Justiça no TJRJ e é, também, Presidente do Sindicato e Associação da categoria. É uma grande especialista em legislação estatutária e institucional, sendo autora de diversos livros sobre o tema.

Claudete Pessôa está no quadro do Super Professores e faz parte do time que vai ajudar você a se preparar para o concurso TJRJ. Então, se você quer aproveitar essa extensão de prazo para dedicar-se mais e turbinar seus estudos, entre em contato com a gente e conheça nossos cursos de preparação!

Você também pode gostar

2 thoughts on “Concurso TJRJ: como se organizar apesar da suspensão

Deixe um comentário